Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saúde e Bem-estar

O Saúde e Bem Estar é um blog dedicado à divulgação e partilha de conselhos para adopção de uma vida mais saudável.

O Saúde e Bem Estar é um blog dedicado à divulgação e partilha de conselhos para adopção de uma vida mais saudável.

Saúde e Bem-estar

09
Fev19

Os benefícios do yoga

Maria Martins

Ao contrário do que podem pensar, o yoga é um desporto. Aliás, não só é um desporto como traz imensos benefícios para a nossa saúde. Desde contribuir para um equilíbrio maior entre a nossa mente e o corpo, à melhoria das dores na coluna, ao controlo de ansiedade, há vários motivos para experimentarem fazer yoga.

 

O yoga diminui o stress e a ansiedade. A meditação durante as aulas de yoga ajuda a concentrar-se no presente, sem se preocupar com o passado ou com o futuro. Isso proporciona uma sensação de calma e de paz interior, que se traduz em bem-estar e equilíbrio entre a mente e o corpo no dia a dia. As pessoas que praticam yoga há anos também garantem que o yoga as ajudou a ganhar auto-confiança, concentração e a controlar a raiva.

 

Melhora a condição física. As posturas do yoga ajudam a trabalhar a flexibilidade do corpo, fortalecem os músculos e aumentam a resistência. O efeito do yoga nos músculos - que podem ficar mais ou menos tonificados - varia com a modalidade de yoga praticado e com a frequência. De qualquer forma, há sempre uma melhoria da condição física geral e prepara o corpo para actividades físicas ainda mais exigentes.

 

Alivia as dores corporais, incluindo as dores de costas. Quem nunca teve uma dor de costas horrível? Talvez não voltem a ter mais nenhuma se começarem a praticar yoga. O yoga ajuda-nos a ganhar consciência da nossa postura e a ter uma percepção de cada músculo. Através do yoga conseguimos aprender a postura correcta do nosso corpo e a mover-nos sem danificar a coluna e as articulações.

 

Melhora o sono. Como nos ajuda a sentir mais relaxados e melhora a nossa condição física, outro dos efeitos do yoga é ajudar-nos a dormir melhor. Quem pratica yoga relata não só um sono mais longo, mas também com sono mais profundo e com mais qualidade. Isso significa que nos sentimos melhor no dia seguinte, e menos rabugentos! Na verdade, esta é uma vantagem associada à prática de vários desportos.

 

Interessados? Cliquem  aqui para encontrar um instrutor de yoga em Lisboa ou um instrutor de yoga no Porto. Felizmente, há cada vez mais sítios onde começar!

05
Fev19

Quais são os benefícios do shampoo micelar em comparação com o shampoo normal?

Maria Martins

Ultimamente, tenho ouvido falar bastante em “shampoo micelar” e nos seus benefícios em comparação ao shampoo normal. Como sabem, eu uso shampoos vegetarianos (por isso talvez não seja a melhor pessoa para comparar o shampoo micelar com os shampoos “normais”), mas estava curiosa para saber mais sobre o shampoo micelar.

 

O que é o shampoo micelar?

O shampoo micelar é conhecido por fazer uma limpeza profunda sem agredir o couro capilar. São shampoos sem sulfatos ou silicones, o que significa que não secam, não danificam nem desbotam a cor dos cabelos. Mas o que realmente os distingue é ser constituído por moléculas solúveis em óleo e água que se transformam em pequenas micelas - algo semelhante à água micelar. As micelas absorvem a sujidade e a oleosidade dos cabelos, limpando-os sem agredir. Como as micelas vão sendo absorvidas, não há necessidade de enxaguar.

 

Quais os benefícios do shampoo micelar?

Mas agora a vossa pergunta deve ser: quais são os benefícios do shampoo micelar? Vale a pena deixar de usar o shampoo normal e corrente? A maioria das reviews dizem shampoo micelar limpa o cabelo muito bem, mas com a vantagem que já expliquei acima: não causa nenhum dano aos cabelos. Como reduz bastante a oleosidade do cabelo, também não preciso de lavar tantas vezes e para algumas pessoas isso é uma segunda vantagem. Para outras, conseguir lavar todos os dias o cabelo sem danificar os fios é o principal appeal.

 

Qual é a minha opinião sobre o shampoo micelar?

Gostava de experimentar o shampoo micelar, mas ainda só encontrei shampoo micelar da NIVEA e da Pantene. Como sabem, sou vegana e acredito em aplicar o mesmo estilo de vida a todos os aspectos da minha vida - incluindo à cosmética. Portanto, por favor digam-me se algum destes shampoos é cruelty-free e se conhecem algum shampoo micelar vegano que eu possa experimentar!

 

13
Jan19

Três sugestões ecológicas para o novo ano

Maria Martins

Quem me segue neste blog sabe que já há algum tempo que sou vegana. Ser vegetariana é uma decisão bastante pessoal, mas para mim não é só sobre comer ou não comer carne. Sabiam que comer carne e peixe contribui mais para a nossa pegada ecológica do que todos os combustíveis que usamos em transportes? É verdade. A nossa alimentação tem um impacto profundo no planeta! Mesmo quem não é vegetariano a 100% pode tentar ter pelo menos 1 ou 2 dias na semana em que não come proteína de origem animal. Acreditem que faria a diferença.

É com esse pensamento que gostaria de vos deixar aqui 3 sugestões para o novo ano que acaba de começar! A nossa alimentação não é o único hábito que tem impacto no nosso planeta, e o meu objectivo para 2019 é ter um lifestyle cada vez mais saudável. Escusado será dizer que estas sugestões são válidas para toda a gente, vegetarianos e não vegetarianos! Vamos lá?

 

 

  1.   Usar detergentes ecológicos.

 

Detergentes para a roupa (e para as lãs, para a roupa delicada, etc…), para limpar a casa, para limpar o carro… Já pensaram na quantidade de produtos de limpeza que usamos no nosso dia a dia e que são produzidos em massa, cheios de químicos? Usar detergentes ecológicos é um passo que podemos dar noutra direcção, por isso deixo-vos essa sugestão. Podem encontrar detergentes ecológicos em algumas lojas a granel e supermercados bio. Ou então, podem tentar fazer os vossos próprios detergentes em casa (à vários websites com receitas para tal) ou limpar com produtos mais naturais (por exemplo, sabiam que o vinagre é um poderoso antifúngico?).

 

  1. Fazer menos lixo - #zerowaste.

Ainda não me juntei à revolução #zerowaste, mas para mim é importante fazer cada vez menos lixo e gerar menos desperdício. O que é que isso implica? Primeiro, reduzir o lixo que fazemos. Arranjar a roupa na costureira em vez de comprar roupa nova. Depois, reutilizar. Reutilizar coisas que são de amigos ou familiares. Usar sacos de pano e sacos de rede em vez de sacos de plástico. E claro, reciclar. Reciclar absolutamente tudo que pode ser reciclado, upcycle… No meu caso, começo pela cozinha. Compro cada vez mais granel. Se tivesse como fazer compostagem das cascas, era isso que fazia! Recentemente também comecei a ver mais receitas zero waste, incluindo no canal Tasty da Buzzfeed.

 

 

 

  1. Preferir produtos reutilizáveis!

Okay, isto pode ser um pouco a repetição do ponto 2, mas acho que vale a pena reforçar. Há cada vez mais pessoas a comprar garrafas e termos reutilizáveis para usar o dia no dia, em vez de comprar garrafas de água e embalagens de plástico cada vez que saem de casa. Mas e que tal comprar palhas de metal? Talheres de alumínio encartáveis para ter sempre na carteira e recusar talheres de plástico? Escovas de bambu laváveis e reutlizáveis? Se queremos mesmo reduzir o lixo, não chega reciclar. Precisamos de começar por dizer às empresas que não queremos tanto lixo!

11
Jan19

Como evitar constipações

Maria Martins

As constipações e as gripes são os dois inimigos principais deste Inverno. Mas a palavra de ordem é PREVENÇÃO! Tenha cuidado no seu dia-a-dia e siga os seguintes passos para evitar constipações.

 

 

 

  • Evite os lugares fechados e húmidos. Por um lado, os lugares húmidos são ideais para a proliferação dos vírus. Por outro, os lugares fechados onde circulam muitas pessoas são sítios onde é muito fácil ficar contagiado. Procure evitar centros comerciais, salas de espectáculos, transportes públicos com pouca ventilação, igrejas e outros lugares onde haja aglomeração de pessoas.

 

 

  • Tenha cuidado com as mudanças de temperatura. Precaver as mudanças de temperatura é essencial para evitar constipações. Passar de uma zona quente com ar-condicionado para outra ao ar-livre, especialmente com temperaturas abaixo dos 10ºC, cria as condições perfeitas para deixar o seu corpo mais vulnerável. Se pratica exercício físico, agasalhe-se sempre no fim do treino, mesmo que pareça não ter frio.

 

 

 

  • Não fume. Fumar nunca é benéfico para a saúde. Mas tudo o que compromete o sistema respiratório é particularmente perigoso no pico das gripes e constipações. Evite o seu fumo e o dos outros, pois o fumo passivo também conta! Além disso, o fumo seca as mucosas nasais - que devem estar sempre hidratadas para evitar constipações.

 

 

  • Lave as mãos frequentemente. O corrimão das escadas? O botão do elevador? A maçaneta da porta? Tudo sítios em que toda a gente toca, portanto garantidamente cheios de germes. Lave as mãos com frequência e nunca leva as mãos ao nariz, à boca ou aos olhos. Se puder, use as mangas do casaco para tocar nestes objectos. Pode ainda comprar um desinfectante de mãos para usar mesmo sem água para levar consigo sempre na carteira.

 

 

  • Fortaleça o seu sistema imunitário. Evite comer fast-food e beba muita água. Mantenha-se hidratado, aumente o consumo de vitaminas e pratique exercício físico para subir as suas defesas. Um sistema imunitário deficiente não vai estar apto para lutar contra as infecções e os vírus típicos desta época. Se tem problemas cardíacos, diabetes ou outras doenças crónicas, aconselhe-se com o seu médico e tome a vacine da gripe.

 

 

30
Dez18

Caminhar é a melhor forma de fazer exercício?

Maria Martins

Dezenas de peritos e estudos dizem que sim. As razões são várias e prendem-se com factores como a conveniência, facilidade e adaptabilidade deste exercício.

Caminhar é um exercício de baixo impacto

 

Se estão a tentar perder peso ou mesmo a manter, caminhar é um exercício fundamental porque poupa as suas pernas, joelhos e tornozelos. Isto é válido para todas as pessoas mas é especialmente importante nas pessoas cujo peso extra já exerce, por si só, pressão nestas articulações.

 

Caminhar não altera a sua rotina

 

Pelo menos não de forma significativa. Já não é novidade para ninguém que as pessoas deviam deixar o carro mais vezes em casa e usar as pernas. De certeza que já vos sugeriram isso… mas já considerou a sério? Párem 5 minutos e pensem em situações concretas no vosso dia-a-dia em que conseguem substituir uma saída de carro por uma caminhada. Ida ao supermercado, ida à creche ou à escola, ida aos saldos, ao café, ao almoço, passeio até ao parque mais próximo… as possibilidades são infinitas.

 

A caminhada adapta-se aos seus objetivos

Quer estejam a tentar perder peso, aumentar a massa muscular ou simplesmente manter a forma física, a caminhada é um exercício que facilmente se adapta à vossa forma física actual e/ou aquela que almejam.

  • Se estão a tentar aumentar a massa muscular, aumentem o esforço da caminhada com coletes de peso, pesos nos tornozelos ou pequenos halteres.
  • Se o objectivo é perder peso, aumentem o ritmo da caminhada e de repente estão a fazer um exercício cardio.
  • Sentem que a sua condição física estagnou e que andar já não estimula o corpo? Planeiem trilhos urbanos com uma variedade de inclinações, escadas ou terreno irregular para aumentar o esforço. Mantenham-se a par da evolução da vossa condição física através de apps gratuitas que monitorizam o seu esforço diário!

 

Caminhar é grátis

A cereja no topo do bolo é o simples facto de caminhar ser grátis. Substituam o ginásio pelas ruas perto de casa!

 

17
Nov18

O derradeiro duelo: Doces de Natal vs. Dieta

Maria Martins

Chocolates (a Jubileu lançou este ano uma caixa de chocolates vegan!). Rabanadas. Frutas cristalizadas! O Natal é a melhor altura do ano para engordar. Por isso, e como já vamos a meio de Novembro, entremos no primeiro round deste duelo: doces de Natal vs. dieta.

 

Image result for fruta cristalizada

 

Frutos secos vs. Fruta Cristalizada

A fruta cristalizada é a rainha do bolo de rei. Quem é que passa o Natal sem comer cerejas cristalizadas ou figos secos? O único problema é que todos eles são ricos em açúcar, embora pareçam frutas inocentes e saudáveis! A minha sugestão é substituir a fruta cristalizada pelos frutos secos (nozes, pinhões, avelãs). Não só são um excelente snack a meio do dia, como são ricos em gorduras saudáveis que fazem subir o colesterol “bom”.

 

Related image

 

Chocolates vs. Trufas de tâmaras

Mas se a fruta cristalizada até é fácil de resistir, o que dizer dos chocolates? Ferrero Rocher, Mon Cheri, Lindor, Guylian, Pais Natais de chocolate e dezenas de outras delícias que só aparecem nesta altura do ano. Embora a minha sugestão também seja rica em hidratos de carbono, é um pouco mais saudável: façam as vossas próprias trufas de chocolate com cacau e pasta de tâmaras (encontram facilmente em lojas de produtos vegetarianos). Polvilhem com chocolate, barras de goji ou coco ralado por cima para ficarem ainda mais bonitas!

 

Image result for tostas de milho

 

Doces vs. Salgados

Comer doces dá-nos vontade de comer doces. Portanto, a melhor maneira é mesmo evitá-los e não fazer concessões. Já para não falar que a maioria das sobremesas vem carregada com fontes gordura, como óleo ou natas. Os aliados do costume - as pipocas, as bolachas de arroz e as tostas de milho - continuam a ser a mais-valia de qualquer vegetariano durante a época festiva. Há que manter a linha e a saúde!

 

A minha última sugestão é para aqueles que não conseguem resistir mesmo! Se vão aumentar o consumo de hidratos de carbono, façam mais exercício para desgastar as calorias extra. Mas não o façam de forma desenfreada, sem qualquer tipo de guia. Procurem personal trainers no Porto, personal trainers em Lisboa e personal trainers em Setúbal que vos ajudem passo a passo.  



05
Nov18

Receitas Saudáveis Vegetarianas para Crianças

Maria Martins

Se um filho dá muito trabalho… dois dão muito mais. Ser mãe de gémeos é um desafio diário, especialmente no que toca a preparar refeições saudáveis para toda a família. Mas a Sara do Definitivamente São Dois! e o marido parecem estar à altura do desafio. Estas são algumas das receitas que a Sara partilhou recentemente no seu blog e que são saudáveis para miúdos e graúdos.

 

Pão Caseiro

Quando o pão se comprava nas padarias, pouco mais tinha do que farinha, água e fermento. Hoje em dia, compramos a maioria do pão em embalagens de plástico e nas padarias de supermercado, que se limitam a pôr no forno pão ultracongelado. Portanto, sem querer, estamos a ingerir aditivos muito dispensáveis para a nossa saúde. Claro que cozinhar pão em casa exige tempo e dedicação, mas esta receita de pão caseiro é fácil de seguir e vale a pena fazer pelo menos uma vez por semana para comer pão do bom.

 

 

Panquecas de Banana e Maçã

Quem é que não gosta de um pequeno almoço reforçado? Ideais para partilhar em família aos Domingos ou para o brunch de Sábado, estas panquecas são super rápidas de fazer e são um bom truque para obrigar as crianças a comer fruta! Além da banana que levam na massa, contêm um extra do Pequeno Buda de Banana e Maçã da Iswari. Mas o toque de mestre é fazer um topping à base de frutos silvestres, como os mirtilos, que fica de comer e chorar por mais. Prometo! (Para uma alternativa vegan, substituam os ovos por ovos de linhaça).

 

Hummus

De certeza que já ouviram falar do hummus, uma maravilhosa pasta de grão de bico com tahini, popular em todo o Médio Oriente. Agora já é possível encontrar hummus pronto na maioria dos supermercados, mas acho que nada se compara ao sabor original e caseiro. Esta receita de hummus não usa o tahini - que, na minha opinião, devem adicionar - mas as instruções são fáceis de seguir e é foolproof. Sirvam como entrada, acompanhado de pão lêvedo, ou como refeição principal, acompanhado com almôndegas vegetarianas! As leguminosas exigem habituação, por isso nunca é cedo demais para começar a habituar os miúdos :)

 

 

 



30
Set18

Comida Saudável: 1001 maneiras de comer banana

Maria Martins

Nós somos o que comemos. Por isso, uma alimentação saudável é essencial para nos sentirmos bem connosco mesmos. Para mim isso passa por fazer uma alimentação vegetariana, rica em ingredientes naturais e simples. Um desses ingredientes é a banana, uma fruta altamente nutritiva e muito mais versátil do que parece. Hoje retirei 4 receitas do blog Simplesmente Simples (para quê complicar?), o blog que tem receitas fantásticas, e espero inspirar-vos para o fim de semana!

 

 

 

 

Snack de Banana

Ora aqui está um snack rápido de banana super nutritivo, vegan, sem glúten e sem lactose. Demora 15 minutos a preparar e, como não tem ovos nem leite, conserva-se durante alguns dias. É ideal para guardar e comer durante o dia, a meio da manhã ou a meio da tarde, para substituir uma barrita de cereais.

 

Pão de Banana

Atenção! Esta receita não é vegan, porque originalmente leva ovos. O meu conselho é tentar substituir por ovos de linhaça, que funcionam muito bem para este tipo de receitas. O pão de banana também é o prato ideal para comer a meio da tarde e levar na carteira. Mas o melhor é mesmo aproveitar as bananas maduras e combater o desperdício alimentar.

 

Papas Cruas de Aveia

Esta receita de papas cruas de aveia é riquíssima em fibra e isenta de glúten. Os ingredientes principais são a aveia, bebida vegetal de aveia, a chia e o cacau em pó. Podem usar canela, noz moscada ou outras especiarias para aromatizar. Pessoalmente, gosto de acompanhar com frutas: a banana é minha favorita, porque combina com o cacau na perfeição.

 

Panquecas de Amendoim

Estas panquecas de amendoim também não são vegan e aqui é um pouco mais difícil de substituir os ovos. Ainda assim, se estão a consumir ovos de galinhas criadas ao ar livre, vale a pena experimentar. São óptimas panquecas para quem faz musculação, pois combinam a banana com a manteiga de amendoim rica em proteína.

 

E vocês, em que costumam usar as bananas maduras?



23
Set18

Cuidados de Corpo e Maquilhagem & Produtos de Beleza Vegan

Maria Martins

Escolho sempre cremes, produtos de higiene e maquilhagem tão natural quanto possível. Gosto que sejam à base de plantas e frutas, com aromas naturais e sem odores químicos. Infelizmente ainda é preciso estar com dezenas de olhos abertos para conseguir arranjar sempre produtos vegan.

 

Algumas marcas, como a Lush, têm essa preocupação ambiental. Quase todos os produtos são vegan (a excepção são os produtos com mel) e até já lançaram uma linha de géis de banho sem embalagens de plástico. Em Portugal, a única loja fica em Lisboa, mas há a opção de encomendar online e pedir a entrega por correio.

 

Além da Lush, a Oriflame  e a Body Shop também têm alguns produtos vegan. No website da companhia garantem que não experimentar em animais, mas alguns hidratantes usam mel e leite. Aconselho sempre a ler muito bem o rótulo e a confirmar uma, duas ou três vezes. (Quem é vegetariano e não vegan, claro, tem a tarefa muito mais facilitada.)

 

De resto, não sei muito sobre maquilhagem, como me maquilhar, quais são as cores tendência nem que tipo de produtos preferir para cada tipo de pele. Quando preciso de me pôr a par das tendências, consulto o Blog da Sofia, que também tem alguns tutoriais de maquilhagem.

 

O último post que li foi este sobre como cuidar com do cabelo oleoso com um sérum cítrico (na foto). Ainda não experimentei mas fiquei com bastante curiosidade, já que nunca consegui vencer a batalha contra o cabelo oleoso. O produto também parece ser 100% natural, portanto é uma solução para quem pratica um estilo de vida como o meu.

 

Antes disso já tinha lido esta receita de shampoo seco caseiro na Dicas da Oksi, que é uma alternativa 100% caseira e 100% natural para cuidar dos cabelos oleosos em casa. A receita usa só amido de milho e cacau, o que significa que deixei a minha casa de banho cheia de pó! Ainda só experimentei duas vezes e não consigo dar feedback. E vocês? Onde compram os vossos produtos de beleza vegetarianos?



16
Set18

Receitas Saudáveis de Comer e Chorar por Mais!

Maria Martins

Doces saudáveis? Não, estas duas palavras não têm que ser uma contradição. O blog da Pipa para os amigos costuma deixar-me com água na boca, mas as boas notícias é que nem sempre são receitas inimigas da dieta. Eis algumas das receitas que vos aconselho a provar:

 

IMG_2556.JPG

 

Cookies de aveia e maçã

Bolachas saudáveis? Não, isso é ainda mais impossível do que fazer gelados saudáveis! Pois…. Parece que não. Estas bolachas de aveia e maçã são ricas em fibra e só contêm 50 gramas de açúcar mascavo ou açúcar de coco (menos calórico do que o açúcar branco). Sim, o aspecto não tem nada a ver com o das bolachas que compramos no supermercado, mas garanto que são muito mais saudáveis e saborosas. Para os vegan, substituam o ovo por um "ovo" de linhaça. 

 

Gelado de fruta saudável

O gelado, pelo alto teor de nata e de açúcar, é uma das primeiras coisas a ficar de fora da dieta. Mas também é a sobremesa que mais apetece no Verão, certo? Por isso mesmo é que vocês precisam desta receita de gelado com fruta congelada, iogurte e sementes crocantes. Como alternativa, podem usar manteiga de amendoim para ficar com um gelado vegan muito, muito cremoso. Delicioso!

 

Granola caseira de frutos secos

A granola é a melhor amiga dos lanches. Barritas de granola caseira a meio da manhã, granola com iogurte à ceia… quem resiste a uma boa granola? Pois bem: fazer granola caseira é muito mais fácil do que parece. A receita da Pipa usa ingredientes que qualquer um tem ao seu alcance: aveia, avelãs, amêndoas, mel e óleo de coco. Nada de xarope de agave, sementes de chia ou ingredientes que têm que comprar em lojas de especialidade!

 

Qual das três receitas têm mais vontade de experimentar? Qual é que o vosso snack favorito a meio da manhã ou da tarde? Quero saber quais são os vossos truques para manter a linha durante o regresso ao trabalho!

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D