Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Saúde e Bem-estar

O Saúde e Bem Estar é um blog dedicado à divulgação e partilha de conselhos para adopção de uma vida mais saudável.

O Saúde e Bem Estar é um blog dedicado à divulgação e partilha de conselhos para adopção de uma vida mais saudável.

Saúde e Bem-estar

31
Mai20

Cansado? Veja como ser mais produtivo no seu dia a dia!

Maria Martins

photo-of-man-cleaning-the-floor-3890198.jpg

 

Sente-se cansado? Veja aqui algumas dicas para ser mais produtivo no seu dia a dia. 

Agendar as tarefas dia a dia

Uma das maneiras de ser mais produtivo no seu dia a dia é concentrar-se em objectivos a curto prazo. Nestas circunstâncias, é difícil fazer planos a longo prazo – ainda não sabemos como vai ser o verão ou que surpresas nos esperam até ao fim do ano. Quando se concentra em objectivos concretos e a curto prazo, é mais fácil cumprir as suas tarefas. Isto faz com que se sinta mais motivado e consegue organizar seu trabalho sem dominar toda a sua vida.

Treinos intervalados de alta intensidade (HIIT)

Outra maneira de ser mais produtivo é adoptar treinos intervalados de alta intensidade (HIIT). Este tipo de treinos consiste em curtos intervalos de tempo (10 a 15 minutos), mas com grande intensidade. O objetivo é ganhar massa muscular rapidamente, geralmente através de exercícios com peso corporal. Se não vai voltar ao ginásio tão cedo, esta é uma boa aposta para se manter em forma e lidar com as suas frustrações.

Limpeza doméstica 

Quando sua casa também é o seu escritório, a limpeza doméstica é ainda mais importante. Mas a limpeza consome tempo e, após a limpeza, provavelmente já não lhe apetece trabalhar mais. Encontre um serviço de limpeza doméstica recorrente (uma vez por semana, uma vez por mês,...) na Fixando para obter um orçamento de limpeza.

Aproveite a luz natural

O nosso cérebro funciona melhor com luz natural - a ciência prova que a luz natural nos ajuda a ser mais produtivos. Lembre-se disso ao definir seus horários e objectivos diários! Tenha sua mesa perto de uma janela para ter mais luz natural para ler e escrever e, à noite, não adormeça ao telemóvel. 

24
Mai20

Como se preparar para ir à praia este verão

Maria Martins

aerial-view-photography-of-umbrellas-on-shore-1710

Photo by Chedi Tanabene from Pexels

Neste verão, nada será como antes. Ainda não sabemos ao certo como é que as idas à praia vão funcionar este ano. Mas, tendo em conta o que sabemos, é assim que se pode preparar para ir à praia em 2020.

Distância de segurança entre as toalhas. O verão de 2020 coincidirá com a fase de desconfinamento depois da pandemia de coronavírus. A distância de segurança deve ser mantida na praia - no mínimo um metro entre as toalhas. As multidões estão estritamente proibidas, com uma capacidade limitada nas praias.

Cubículos na praia? Ainda não sabemos, mas é uma possibilidade. Em Itália, o governo planeia ter cubículos na praia que separam as pessoas e evitam o contágio. Outra maneira de separar as pessoas é ter um número limitado de guarda-sóis- 10 metros entre cada um, pelo menos.

Preparar refeições. Este ano, não haverá vendedores de comida de rua na praia. Também não sabemos se pode passar a tarde na esplanada num bar de praia com seus amigos, ou se haverá apenas serviço take-away. Portanto, o melhor é preparar as suas refeições; comida que não se estrague facilmente com calor e é nutricionalmente valiosa durante todo o dia. Um nutricionista irá ajudá-lo a planear essas refeições.

Recupere sua forma física. Após dois meses sem sair de casa, é normal que você não esteja em ótima forma física. Talvez você não deva pular no mar sem trabalhar sua resistência e bem-estar físico. Comece com pequenas corridas, passeios de bicicleta e aumente gradualmente a dificuldade dos exercícios.

Lembre-se de que são possibilidades e hipóteses. Ainda não sabemos como será o verão de 2020, mesmo que seja possível viajar do interior para o mar. Na pior das hipóteses, pode não ser possível visitar algumas de nossas praias até o próximo ano. Se está realmente em baixo de forma, pode procurar um serviço de personal training

 

19
Mai20

Como preparar os exames nacionais? 

Maria Martins

smart-teenager-reading-book-at-table-3853300.jpg

Nunca houve um ano lectivo tão confuso como este, mas os exames nacionais vão para a frente. Os alunos de 11º e 12 ano devem preparar-se para os exames das disciplinas específicas – que decidem o acesso à faculdade – em moldes muito diferentes dos anos anteriores. Isto pode causar ansiedade tanto aos alunos como aos pais: como preparar os exames nacionais?

O mais importante a reter sobre os exames nacionais é que seguem um molde. Esse molde tem-se mantido inalterável nos últimos anos, por isso há inúmeros exames-modelo, testes intermédios, exames de 1ª fase e exames e 2ª fase para treinar. Especialmente nas disciplinas científicas – Matemática A, Físico-Química e Biologia/ Geologia A – não costuma haver grande variação no tipo de problemas e de perguntas propostas. 

Nas disciplinas de Humanidades e nas Ciências Socioeconómicas há mais variabilidade. Todos os alunos devem preparar um conjunto de temas para o exame, mas as perguntas só vão incidir sobre 3 ou 4. Por isso, é conveniente ver os critérios de correcção para as perguntas sobre um determinado tema – se o mesmo tema voltar a sair este ano, manter-se-á a mesma estrutura de resposta.

O grande problema é que nem todos os alunos têm com quem tirar dúvidas quanto não percebem as respostas dos exames. Apesar dos professores poderem tirar as dúvidas por email ou até por videoconferência, nunca será como resolver as perguntas em sala de aula. Além disso, pode dar-se o caso de nem todos os professores terem cumprido o programa da disciplina. 


Este último caso é o mais sensível e só há uma solução possível: procurar um explicador online que possa, nas semanas que faltam até ao exame, preparar o aluno. Se é o caso do seu filho, pode procurar aqui explicadores de Matemática A, explicações de Economia, de Físico-Química A e de preparação para os exames

12
Mai20

Crise durante a quarentena? 3 coisas que pode fazer em casal para superar

Maria Martins

two-women-with-yoga-mats-3823201.jpg

 

Enquanto alguns casais estão a aproveitar ao máximo o tempo juntos, outros estão a entrar numa crise de casal. Se a vossa relação já atravessava alguns problemas, é provável que tudo tenha piorado durante a quarentena. Por isso, é importante fazerem algumas actividades em casal para relaxar e voltarem a divertir-se um com o outro. 

Yoga 

Meditar em conjunto é saudável e recomenda-se. Há vários tipos de yoga mas, para os mais destreinados, o mais fácil é começar pelo hatha yoga, que inclui um conjunto de posturas que devem ser repetidas em sequência para atingir o equilíbrio entre o corpo e a mente. Se estão stressados, esta é uma forma de aliviar a tensão e de não projectarem tudo para cima do vosso companheiro/a.  

Leitura de cartas de tarot 

Arriscam saber qual vai o futuro da vossa relação? Então, peçam uma leitura de cartas de tarot. Se preferem que o futuro seja uma surpresa, recomendo que façam apenas a vossa carta astral (que vai muito além do vosso signo). A vossa carta astral vai fazer com que se possam conhecer muito melhor e é uma forte indicação da vossa compatibilidade. Por sua vez, este conhecimento permite-vos trabalhar nos vossos pontos fracos e nos vossos defeitos individuais para salvar a relação.

Personal training 

Os casais que treinam juntos ficam juntos… não é assim que vai o ditado? A verdade é que treinar em conjunto pode dar-vos um objectivo em comum, o que é muito saudável para um casal. Além disso, o exercício físico também é uma forma de acalmar, relaxar e libertar toda a tensão que vamos acumulando devido ao confinamento. 

 

25
Abr20

O que fazer para aliviar a ansiedade durante a quarentena 

Maria Martins

women-s-white-long-sleeved-top-1083981.jpg

Quando estamos perante o desconhecido e o incerto, é normal sentir-se nervoso e ansioso. Não há nada de errado consigo se estar em casa o deixa ansioso, com vontade de não fazer nada, com formigueiros nas pernas, com dificuldade em respirar ou um outros tantos sintomas que podem ser uma forma do nosso corpo manifestar ansiedade. Mas é importante cuidar da nossa saúde mental! Assim sendo, deixamos aqui algumas ideias para aliviar a ansiedade em tempos de quarentena. 

 

Exercícios de respiração 

A hiperventilação – uma respiração mais rápida e profunda, que nem sempre conseguimos controlar quando nos sentimos ansiosos – é o que nos dá sensação que vamos desmaiar e de não termos força. Felizmente, bastam alguns exercícios de respiração para regularizar o ritmo a que está a respirar. Outro truque muito simples é respirar para um saco de papel quando sente que vai ter uma crise de ansiedade. Isto ajuda-nos a recuperar dióxido de carbono, o que alivia a respiração descontrolada.

 

Consultas de psicologia 

Se acha que a sua ansiedade está totalmente fora de controle (tem ataques de ansiedade com muita regularidade, tem pensamentos excessivamente depressivos e não consegue abstrair-se das suas circunstâncias), recomendamos que procure a ajuda profissional de um psicólogo. Há vários psicólogos que estão a disponibilizar os seus serviços online, e até alguns seguros de saúde estão a oferecer essa possibilidade (gratuitamente) aos seus clientes. Tem ainda à sua disposição a linha de ajuda psicológica do SNS.

 

Meditação 

A meditação é outra forma de aliviar a ansiedade e de lidar com os seus sentimentos mais profundos. O objectivo da meditação é alinhar o corpo e a mente. Vai aprender a relaxar os músculos – que ficam naturalmente tensos e até doloridos quando estamos ansiosos – o que é uma enorme ajuda para que se comece a sentir melhor. Além disso, também se treina a estar confortável consigo mesmo, que é a chave para aguentar o isolamento social e manter a sua sanidade durante estes meses. 

 

22
Abr20

Comeu demasiado chocolate durante a Páscoa? Fique activo em casa!

Maria Martins

bright-close-up-color-colorful-221247.jpg

Chocolate a mais durante a Páscoa e exercício a menos durante a quarentena? É uma equação fatal para a sua linha. Se quer manter-se em forma, tem de fazer exercício em casa – e deixamos-lhe aqui algumas ideias. 

Saltar à corda

Um regresso aos tempos de criança? Talvez. Mas saltar à corda é um excelente exercício para se manter em forma e desgastar aquelas calorias do extra dos ovos de chocolate e das amêndoas. Faça um mini competição em família para estimular miúdos e graúdos e ver quem consegue saltar mais!

Tarefas Domésticas

As tarefas domésticas também são uma forma e exercício físico. Arrastar os móveis para limpar o pó, estender roupa, subir escada acima escada baixo, mover-se ao varrer, levantar pesos ao arrumar… É por isso que arrumar a casa é tão cansativo! Tente fazer tarefas domésticas em que tenha de mover-se pelo menos 20 minutos por dia e já estará a cumprir os 150 minutos de exercício físico semanais recomendados pela oMS.

Personal Trainer Online

A sua casa é pequena? Tem pouca disciplina? O melhor é procurar um personal trainer online que teça um plano propositadamente para si. Explique quais são os recursos que tem à sua disposição enquanto está em isolamento social e que músculos que gostava de trabalhar. Contratar com um personal trainer vai criar um sentido de “obrigatoriedade” para fazer exercício e pode ser a sua “salvação” para manter a forma.

Equipamento de Ginásio

A última sugestão também é a que precisa de mais investimento. Se se está a preparar para ficar em casa durante muito tempo, pode comprar o seu próprio equipamento de ginásio. Alguns acessórios são mais económicos, como os pesos e os elásticos. Outros, como as passadeiras, bicicletas e as elípticas são um pouco mais dispendiosos.

18
Abr20

Como libertar a tensão durante a quarentena 

Maria Martins

photo-of-boy-video-calling-with-a-woman-through-im

A quarentena, o isolamento social e partilhar casa 24/7 são coisas capazes de nos levar ao limite. Mas se estão a sentir-se como uma “bolha prestes a rebentar”, tentem focar essas emoções fortes em algo mais. Deixo-vos três sugestões para usar estes sentimentos e dar asas à vossa veia criativa! 

Aulas de Teatro e Expressão Corporal

As aulas de teatro são conhecidas por ajudarem as crianças tímidas a expressar-se. Aliás, esse é o motivo pelo qual se recomenda aulas de psicodrama a doentes crónicos. Representar pode ser uma forma de demonstrar a forma como realmente nos sentimos – ou de canalizar a raiva e a tristeza para algo que nos transcende. Por isso mesmo, poucas actividades ajudam a libertar a tensão da quarentena tão bem quanto as aulas de teatro e de expressão corporal. Percam a vergonha! (E sim: vão sentir-se muito mais à vontade a falar em público depois disto.)

Aulas de Dança

Aulas de dança? Durante a quarentena? No meu quarto? Algumas pessoas pensarão que enlouqueci. Mas no outro dia descobri que na Fixando é possível pedir orçamentos para aulas de dança privadas. Portanto, alguém anda a fazer isto! Se a dança é uma maneira de libertar as nossas preocupações na pista da discoteca, porque não poderia ser uma maneira de lidar com o stress da quarentena? 

Aulas de Escrita Criativa 

Cada qual tem a sua maneira de se expressar. Algumas pessoas têm muita imaginação e inventam histórias que os ajudam a processar os seus sentimentos, por exemplo. Se são uma dessas pessoas, as aulas de escrita criativa (que, ao contrário das de dança, não precisam de espaço nem de bons ângulos nas conversas por videoconferência!) podem ser uma boa ajuda para libertar a tensão. Além disso, a escrita criativa pode ser muito útil para profissionais de comunicação, publicitários e até para tradutores. Poder ser um bom investimento profissional!

 

27
Mar20

Como evitar o stress da declaração de impostos!

Maria Martins

white-graphing-paper-164686.jpg

 

A época de declaração de impostos de 2020 está a começar e… ainda não sabemos verdadeiramente o que esperar. Nos tempos que correm, temos de viver um dia de cada vez. Mas como já diz a expressão, nada é tão certo como a morte e os impostos. Podem ser adiados, mas irão acontecer. Para evitar entrar em parafuso com o IRS, há duas coisas que tem obrigatoriamente de fazer:

Repita comigo: organização!

O fundamental é ser organizado. Guarde todas as facturas de saúde, educação, cabeleireiro, oficinas, veterinário, lares, imóveis, restauração e outras gerais. Depois, confirme que todas as despesas aparecem no seu e-facturas. As que não aparecem, devem ser inseridas por si para usufruir das deduções ao máximo possível.

  • Pode descontar 30% das despesas de educação até a um máximo de 800 euros, por agregado familiar. Para ter uma ideia, deve fazer 2667 em despesas para atingir este limite. Este limite de 800 euros sobe para 1000 se tiver despesas com rendas de um filho a estudar fora.
  • Deduza 15% em todas as despesas de saúde (por exemplo, consultas, cirurgias, internamentos, tratamentos, medicamentos, próteses, aparelhos ortodônticos, óculos e seguros de saúde) até a um máximo de 1000 euros.
  • Deduza 15% nas despesas com empréstimos à habitação até a um limite de 296 euros. Também pode deduzir as despesas mais comuns com imóveis: rendas, condomínios, obras, etc.
  • Nas outras modalidades de dedução, a percentagem de dedução também se situa nos 15%, mas face ao IVA pago.

Confiança no contabilista

Se tem mais com que se preocupar, ou simplesmente quer delegar o IRS a alguém mais competente no assunto, confie a sua declaração de impostos a um contabilista. No entanto, “confiança” é mesmo a palavra de ordem aqui. Primeiro, tem de ter confiança de que é um contabilista realmente competente, que se mantém informado sobre todas as alterações (são anuais...) e é também ele organizado. Segundo, tem de lhe garantir sigilo sobre os seus assuntos privados familiares.

 

Por isso, se acha que consegue atribuir estas duas características (competência e sigilo) ao seu contabilista, não precisa de procurar mais. No entanto, se estiver na dúvida, procure um contabilista remoto hoje mesmo. Já falta pouco tempo!

 

24
Mar20

Como manter a sanidade mental durante o isolamento social 

Maria Martins

O Estado de Emergência limita as nossas liberdades de movimento e confina-nos a um só espaço: a nossa casa. Mas apesar de ser para o bem de todos, não significa que seja fácil. Se o seu trabalho não se ajusta ao trabalho remoto (por exemplo, atendimento ao público em lojas, dentistas, indústrias culturais, etc) é importante aprender a lidar com a falta de espaço e com o excesso de tempo para manter a sanidade mental durante a quarentena. 

man-wearing-a-black-face-mask-3952245.jpg

 

  1. Crie diferentes espaços e siga uma rotina

Se ainda está a trabalhar (ainda que seja apenas parcialmente) a partir de casa, é importante ter um espaço para definido para trabalhar e outro para descansar. Isto combate a sensação de estar sempre no mesmo sítio! O ideal é ter um “escritório” (pode ser uma parte da sala, por exemplo), uma zona de descanso (o quarto) e uma zona de lazer (para as refeições). Igualmente importante é seguir uma rotina: tente não dormir toda a manhã, levante-se, faça o pequeno almoço, tome banho e vista-se como se fosse um dia normal. 

  1. Aprenda algo novo

Sempre quis estudar Francês mas nunca teve tempo? Gostava de aprender a tocar aquela guitarra que comprou por impulso mas que nunca conseguiu domar? Quer aprender a costurar? Agora é uma altura perfeita para pegar nessas projectos abandonados. Aprender algo novo vai manter o seu cérebro motivado, concentrado numa actividade e ajuda a passar o tempo muito mais rápido. Veja as aulas como um “trabalho” para as encaixar na sua rotina diária. A disciplina vai fazer com que aprenda ainda mais depressa… e manter a sua sanidade mental durante a quarentena. 

  1. Mantenha-se em contacto com amigos e família

Pode ter de manter o distanciamento social, mas nada o impede de usar as redes sociais, o telemóvel, o Skype… Aproveite para pôr a conversa em dia! Faça chamadas de grupo com a família! Se costuma passar a Páscoa com amigos ou com a sua família, organize um “almoço de Páscoa virtual”. Falar com várias pessoas é importante para combater a solidão do isolamento social e minimiza a angústia da separação. Se estava a começar uma nova relação romântica e vê as suas expectativas goradas… veja a quarentena como uma oportunidade para conhecer melhor a pessoa com quem está, os seus gostos e as suas opiniões. 

  1. Procure a ajuda de um psicólogo

Se para muitas pessoas a quarentena significa estar longe da família, para outras significa conviver 24 horas sobre 24 horas com familiares pouco próximos ou lidar com um ambiente hostil. Se está a sentir-se sob pressão, ansioso, depressivo ou suicida, procure um psicólogo. Lembre-se que esta situação é temporária e que pode desabafar com um profissional. No caso de estar a lidar com familiares violentos, então procure ajuda ligando para a PSP ou para a linha de Apoio à Vítima da APAV: o Estado de Emergência também prevê estas situações.

11
Mar20

Há mesmo vantagens na massagem pós-treino?

Maria Martins

Nos últimos anos, muito se tem falado nas massagens pós-treino. Mas será que funcionam mesmo? As massagens profundas pós-treino ajudam mesmo a criar mais músculo? 

 

O que é a massagem pós-treino?

Muitas pessoas sentem dores musculares depois de ir ao ginásio, o que é compreensível devido ao esforço físico. Uma massagem localizada pode ajudar a aliviar essas dores, assim como promover a eliminação de toxinas e resíduos – o que é uma boa ajuda para conseguir o corpo tonificado e saudável que deseja. 

 

Quais são as vantagens da massagem pós-treino? 

A primeira vantagem da massagem profunda pós-treino é eliminar resíduos através da drenagem linfática. Isto promove a regeneração e a “limpeza” das células, o que ajuda o corpo a absorver os nutrientes e a eliminar o resto. Este é um benefício de que todos podem desfrutar, mesmo que não façam desporto. 

 

A segunda vantagem é aliviar as dores musculares do treino e ajudar a prevenir as lesões. Não é por acaso que os desportistas profissionais têm sempre massagistas à sua disposição! Os tecidos ficam fatigados do esforço, o que pode levar o corpo a produzir ácido lático. Mas uma massagem localizada, lenta e precisa, ajuda a eliminar este ácido com mais facilidade. Ainda sobre a questão das lesões, até faz sentido falar das massagens pré-treino. As massagens antes do treino promovem a tonificação e o aquecimento dos músculos.  

 

A terceira vantagem de uma massagem profunda é relaxar, pois uma mente relaxada também nos ajuda a alcançar os nossos objectivos e sentir confiança. 

Contudo, convém relembrar que as massagens devem ser usadas para dores prolongadas, e não para dores agudas como fisgadas ou pontadas. Nesse caso, deve ir à farmácia ou a um médico para encontrar a causa e procurar uma solução específica para o seu problema. 

 

Mais sobre mim

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D